baleia azul

Série Especial Parte I – Dr. Leandro Denardi Comenta o Jogo Baleia Azul e os Riscos Envolvidos

O jogo baleia azul tem causado muito alvoroço nas redes sociais e está despertando diversas preocupações em especialistas e pais de todo o mundo. Basicamente o baleia azul consiste em propor desafios tenebrosos e surreais àqueles que entrarem no jogo. E não há limites para esses desafios, que envolvem automutilação, contrair doenças, assistir filmes de terror e até suicídio. Acredita-se que este jogo incompreensível tenha se originado na Rússia, e espalhou pelo mundo de forma viral. Não se sabe ao certo o que leva os jovens a aceitarem um desafio tão notavelmente absurdo, mas questionamentos à parte, o jogo baleia azul tem provocado preocupação e medo em pais e especialistas. Além dos danos físicos provocados por este desafio, este jogo também pode desencadear inúmeros problemas psicológicos para seus praticantes. Pensando no bem estar e segurança dos nossos adolescentes, a 93 Fm desenvolveu uma série exclusiva com a ilustre presença do Dr. Leandro Denardi. Que comentou o jogo e os riscos que o envolvem. Resultado de imagem para jogo baleia azul

Série Especial 93 FM

Inquestionavelmente não há nenhum tipo de benefício em aceitar os desafios propostos neste sinistro desafio. Além de causar malefícios a seus jogadores, o baleia azul coloca em risco a vida e segurança de nossos adolescentes. Por isso é indispensável que os pais estejam atentos ao comportamento de seus filhos e monitorem o conteúdo acessado pelos jovens. Não é incomum que adolescentes apresentem distúrbios psicológicos como a depressão e ansiedade. E os desafios propostos no baleia azul podem agravar ainda mais essa situação, pois estimula a prática do suicídio. Para amenizar essa situação, é ideal que os pais estabeleçam um diálogo franco com seus filhos, e explique para os mesmo, os riscos dessa brincadeira fatal. Deixe claro para seu filho que a vida dele é algo precioso e insubstituível, e não vale a pena despreza-la por conta de um jogo. Além dessa, é importante seguir algumas recomendações:
  • Observe comportamentos estranhos
  • Monitore o uso da internet
  • Observe as redes sociais
Veja abaixo na 93 Fm a entrevista na íntegra com o Dr. Leandro Denardi e saiba mais sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

loading...