músicas da Ditadura Militar no Brasil

MPB e resistência: confira a história de 5 músicas importantes contra a Ditadura Militar no Brasil

A fase da Ditadura Militar no Brasil revelou ser uma verdadeira época de horrores na nossa história, porém em períodos de repressão, surgiram fortes manifestações artísticas e canções na Música Popular Brasileira que simbolizaram a verdadeira resistência, contra uma fase tão repressora.

Atualmente, essas músicas são clássicos que ouvimos nas rádios no Youtube, mas são carregadas de história e memória, você sabe quais são as músicas mais tocadas na ditadura, além de “Cálice” de Chico Buarque?

Confira na nossa postagem 5 músicas da Ditadura Militar no Brasil e suas histórias!

10 sucessos de Elis Regina

Músicas da Ditadura Militar no Brasil

 

  1. Alegria, alegria (Caetano Veloso)

É uma das músicas da Ditadura Militar no Brasil que mais fizeram sucesso. Foi lançada em 1967 e seus versos denunciavam o abuso de poder dos militares, problemas de educação e cultura que existiam no país, em forma de metáforas, que eram muito comuns nos artistas da época, inclusive.

2 Apesar de você (Chico Buarque)

O Chico Buarque foi um dos cantores mais perseguido na Ditadura Militar, inclusive no governo do general Médici. O que as pessoas tanto admiram no Chico era a criatividade que ele tinha em criar letras de duplo sentido e sempre ter uma explicação para driblar militares, é o caso da música “apesar de você”, lançada bem no começo da década de 70.

Buarque alegou aos militares que a música contava a história de uma briga de casal, mas na verdade era um verdadeiro tapa na cara do regime das “milicas”.

  1. Mosca na Sopa (Raul Seixas)

E falando em esperteza para compor, outro que não ficava atrás nisso era o Don Rauzito. Exemplo disso é a música “mosca na sopa”, de 1973. De boba essa letra não tem nada, ela fala da relação do povo com o regime, uma espécie do povo – a mosca-  causando um incomodo aos militares – que seriam a sopa. Boa sacada, não é?

  1. Pra não dizer que falei das flores (Geraldo Vandré)

Uma das músicas da Ditadura Militar no Brasil mais conhecidas e que hoje é um grande clássico da MPB é “pra dizer que não falei das flores”, de 1968 e composta por Geraldo Vandré, duramente perseguido no período militar. Ela é uma letra direta, sem metáforas, de revolta, ficando conhecida praticamente como um hino a quem era contra à censura.

  1. O bêbado e o equilibrista (Elis Regina)

Essa é a única das músicas da Ditadura Militar no Brasil em que o interprete não é o próprio compositor, mas quem canta é uma das melhores interpretes que temos na história da música brasileira: Elis Regina. Foi uma música composta por João Bosco e Aldir Blanc em 1979 e que falava da dor que as mulheres de Manuel Fiel Filho e Vladimir Herzog sentiam por ter seus maridos torturados e assassinados.

 

Fonte foto: Wikipedia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

loading...