eyshila

Eyshila Lembra Aniversário do filho, que faria 20 anos

No dia 04 de julho o falecido filho da Eyshila faria 20 anos, e emocionada, a cantora relembrou com saudades o aniversário do filho. Em seu Instagram, Eyshila emocionou seus seguidores com belas e profundas palavras. “No dia 4 de Julho de 1998 eu fui mãe pela primeira vez. Não posso descrever a alegria e a emoção que experimentei. O vida passou a ter outro sentido. O amor recebeu um significado muito maior. Só quero fazer desse dia, um dia de ações de graças ao Deus que me deu esse presente (Matheus: presente de Deus), há exatamente vinte anos atrás. O tempo voa, isso não é uma frase clichê. É muito real, e como é! Garças a Deus por isso também. Afinal, se o tempo fosse estático, o que seria de nós nos momentos de dor? Que bom que o tempo voa e a dor do parto dá lugar a uma alegria incontida. Que bom que o tempo voa e também nos ajuda a substituir as lembranças ruins por lindas e novas experiências. Que bom que as dores do presente não vão durar pra sempre. O tempo, que está passando nesse exato momento, também levará consigo as marcas desse tempo que se move no gerúndio da vida. Além e acima do tempo, temos um Deus que é o dono do ontem, do hoje e da eternidade. Ele é o Alpha e o Ômega, o início e o fim. Nele podemos encarar o começo de uma dor aparentemente insuportável, mas também é nele que podemos ter a certeza de que tudo o que nos machuca tem dia e hora para acabar. Hoje eu não queria chorar, embora eu ainda não consiga. Mas no meio das lágrimas há gratidão. Eu te agradeço, Pai, pela dádiva da maternidade. Eu te agradeço pelas lembranças de um dia tão precioso como aquele 4 de Julho. Não há respostas eternas entre coisas temporárias, mas há um Deus eterno que nos traz à memória momentos inesquecíveis que nos tornaram quem somos. A esse Deus seja eternamente a honra, a glória e o louvor para sempre. #20anosdematernidade#olhosfixosnaeternidade #omilagresoueu#gotadeconsolo #euaindacreio #saudade#andandoechorando #saudadequaseboa

No dia 4 de Julho de 1998 eu fui mãe pela primeira vez. Não posso descrever a alegria e a emoção que experimentei. O vida passou a ter outro sentido. O amor recebeu um significado muito maior. Só quero fazer desse dia, um dia de ações de graças ao Deus que me deu esse presente (Matheus: presente de Deus), há exatamente vinte anos atrás. O tempo voa, isso não é uma frase clichê. É muito real, e como é! Garças a Deus por isso também. Afinal, se o tempo fosse estático, o que seria de nós nos momentos de dor? Que bom que o tempo voa e a dor do parto dá lugar a uma alegria incontida. Que bom que o tempo voa e também nos ajuda a substituir as lembranças ruins por lindas e novas experiências. Que bom que as dores do presente não vão durar pra sempre. O tempo, que está passando nesse exato momento, também levará consigo as marcas desse tempo que se move no gerúndio da vida. Além e acima do tempo, temos um Deus que é o dono do ontem, do hoje e da eternidade. Ele é o Alpha e o Ômega, o início e o fim. Nele podemos encarar o começo de uma dor aparentemente insuportável, mas também é nele que podemos ter a certeza de que tudo o que nos machuca tem dia e hora para acabar. Hoje eu não queria chorar, embora eu ainda não consiga. Mas no meio das lágrimas há gratidão. Eu te agradeço, Pai, pela dádiva da maternidade. Eu te agradeço pelas lembranças de um dia tão precioso como aquele 4 de Julho. Não há respostas eternas entre coisas temporárias, mas há um Deus eterno que nos traz à memória momentos inesquecíveis que nos tornaram quem somos. A esse Deus seja eternamente a honra, a glória e o louvor para sempre. #20anosdematernidade #olhosfixosnaeternidade #omilagresoueu #gotadeconsolo #euaindacreio #saudade #andandoechorando #saudadequaseboa

A post shared by Eyshila (@eyshilasantos) on

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

loading...