eduardo costa

Eduardo Costa causa polêmica por machismo

Não é de hoje que o sertanejo Eduardo Costa causa polêmica por seu comportamento e atitudes machistas. Desta vez, o cantor se envolveu em uma polêmica com a apresentadora do A Tarde é Sua, Sonia Abrão. Sonia Abrão teceu uma série de críticas a Eduardo Costa depois dele publicar um vídeo xingando a namorada por conta do look que ela escolheu para ir à academia. No vídeo Eduardo Costa diz a namorada deveria ter vergonha na ‘fuça’ e ainda a chama de filha da p***. Diante das declarações do cantor, Sonia Abrão criticou duramente as palavras de Eduardo Costa. “Eu estou estupefata, indignada. Mais uma vez vu falar de um taque de machismo e grosseria do senhor Eduardo Costa. Não sabe namorar? Não sabe tratar uma mulher? Não sabe que a relação é de igual para igual?”

Eduardo Costa

Tornar-se pai é um acontecimento marcante na vida de qualquer homem, e muda completamente o modo como você enxerga a vida. Mas alguns homens podem se esquecer das responsabilidades de um pai e sua importância no desenvolvimento emocional e psicológico da criança e simplesmente se descrever como pai ausente, como declarou o cantor sertanejo Eduardo Costa. Eduardo Costa justificou a sua ausência na vida da filha devido a sua carreira de cantor, e exaltou a mãe da menina por ser pai e mãe da criança. Claro que não estamos aqui para julgar nem apontar falhas de ninguém, e cada família tem sua própria estrutura e valores. Mas é importante ressaltar que mesmo que a mãe exerça um papel excepcional e consiga suprir a falta do pai, a criança sempre terá aquele vazio em relação a figura paterna. Isso porque o pai possui um papel indispensável na formação de caráter e desenvolvimento do seu filho. No início de suas vidas, as crianças aprendem e absorvem todas as ações e emoções de seus mentores, e sua personalidade será desenvolvida de acordo com o seu ambiente familiar. Não ter o pai por perto, e crescer com a ausência da figura paterna pode provocar tristeza profunda e marcas que duraram pelo resto da vida da criança. Podendo gerar transtorno de ansiedade e depressão na adolescência e também na fase adulta. Mesmo com a correria do dia a dia, e com toda a rotina frenética do trabalho, é fundamental separar um tempo para estar com os filhos e aproveitar cada segundo juntos. Ser um pai ausente não é normal, é uma escolha.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

loading...