origem do pagode

Um pouco de samba: você sabe como foi a origem do pagode?

Foi fazendo história e ganhando público desde a década de 80 que o pagode se tornou o estilo de samba mais popular no país!

Entre as rodas de samba regadas de bebida, cantoria, o pagode se tornou um manifesto popular na cultura do Rio de Janeiro, por sair da marginalidade para a popularidade, por querer tirar sarro de algumas coisas do dia a dia, e falar do amor com poesia simples. E nascia ali a origem do pagode.

Ok, ouvindo isso sobre a origem do pagode pode até parecer exagero, mas é fato. Por conta de cantores como Beth Carvalho, Zeca Pagodinho, Fundo de Quintal e outros, o pagode se tornou um dos gêneros mais populares no Brasil.

 

 

Segmentos diferentes

Mas o pagode é um estilo de samba que tem várias segmentações.  Se por um lado, na origem do pagode, os artistas que faziam letras com outras ideias e culturas tiveram sucesso, por outro influenciou grupos de pagode, com letras mais lentas e repetitivas e influências de instrumentos eletrônicos, que vieram com força total na década de 90.

Apesar de ter sofrido críticas musicais na mídia, o pagode da década de 90 ganhou espaço conquistou um público muito grande que deixou o estilo ainda mais popular que o “original”, embora os artistas dessa fase ainda façam muito sucesso e que, sem dúvida têm um legado.

Curiosidade

Aliás, você sabe por qual motivo se fala “pagode”?

Quando esse estilo começou, ele funcionava mais ou menos como um ponto de encontro na festa, que nem uma roda de samba onde o pessoal se reunia para beber, se divertir, cantar e compor letras que muitas vezes saiam direto da caixola e a tudo isso se dava o nome de “pagode”.

Fonte foto: Filho de Jorge

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

loading...