Pesquisa comprova, os cães amam os donos

É de compreensão geral que humanos se comunicam com cachorros melhor do que com qualquer outro animal de estimação. Somos capazes de reconhecer sentimentos como medo, raiva e excitação pelo simples fato de compartilharmos estas emoções. Entretanto, será que algum amante de cães já se perguntou se seu cãozinho realmente gosta de sua companhia?

É muito difícil para os donos apaixonados, pensar na possibilidade de que o amor de um pet por seu tutor pode não ser tão intenso quanto ele imagina.

Um estudo realizado na universidade Claremont Graduate, na Califórnia, afirmou que animais domésticos realmente amam seus donos.

Pesquisa comprova, os cães amam os donos1

O PESQUISADOR MEDIU OS NÍVEIS DE OXITOCINA DOS CÃES
Para chegar à conclusão de que de fato o seu pet te ama, o pesquisador Paul Zak realizou diversos experimentos para medir os níveis de oxitocina, o hormônio responsável pelo sentimento de “felicidade”, liberado quando os animais interagiam com outros animais e seres humanos.

 

AMOSTRAS DE SANGUE DOS ANIMAIS FORAM COLETADAS
A pesquisa foi realizada em um refúgio animal no Arkansas, onde os pesquisadores coletaram amostras de sangue de um Terrier de raça mista doméstica e uma cabra que costumavam brincar um com o outro. As brincadeiras, no entanto, eram as mais comuns entre animais como perseguições, saltos e provocações amigáveis.

 

O RESULTADO DEIXOU OS PESQUISADORES CHOCADOS 
O cão teve um aumento de 48% no hormônio, o que já é alto para um ser humano. Isto prova que os animais domesticados formam ligações e sentem o amor da mesma forma que os humanos.

 

CACHORROS DOMESTICADOS DEMONSTRAM MAIS AFETO
Apenas os cachorros que foram domesticados demonstram afeto quando estão na companhia de outros animais. Tudo indica que bichinhos mais sociais têm densidades mais elevadas de oxitocina na parte frontal do cérebro e isto faz com que eles se sintam bem para responder sentimentos.

A ATITUDE DO CACHORRO INDICA SE ELE TE AMA
Para quem quer testar o amor canino em casa, o cientista Gregory Burns deu algumas dicas para a experiência.
Para ele, se após comer, seu cachorro vai para perto de você e se deita, senta bem juntinho ou dá uma espécie de “abraço”, é um sinal de que ele não o vê apenas como um provedor de comida.

O momento de dormir ou tirar um cochilo também pode revelar os sentimentos do totó. Se ele dorme junto ao tutor, mesmo que o espaço e a posição não sejam os mais confortáveis disponíveis, é porque tem carinho por ele.

Ao contrário do que muitos pensam, o momento de sair e deixar o cachorro sozinho em casa pode, sim, exibir uma demonstração de afeto e confiança. Segundo o cientista, se o seu cachorro parece calmo quando você sai de casa, é sinal de que ele confia na relação de vocês e que sabe que você irá voltar. Já a volta para a casa, é o indício mais claro de carinho canino: quanto mais alegria, mais amor!

Na dúvida sobre os sentimentos do seu cachorro, a dica do diretor do Centro de Cognição Canina de Duke, Brian Hare, é olhar o pet nos olhos porque “Quando cachorros estão olhando para você, é como se estivessem abraçando-o com os olhos”.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

loading...