Melhores Frases Luiz Gonzaga – O Eterno Rei do Baião

Luiz Gonzaga do Nascimento, ou somente Luiz Gonzaga como ficou popularmente conhecido, nasceu no dia 13 de dezembro de 1912, na cidade de Exu, em Pernambuco.

Luiz era filho de Januário José Santos e Ana Batista de Jesus.

Desde muito cedo o cantor já demonstrava um interesse especial pela música. Com apenas 8 anos o eterno Rei do Baião fez sua primeira apresentação como sanfoneiro em uma festa.

Luiz Gonzaga tornou-se a Voz do sertão brasileiro. E seu legado musical perpetua até os dias atuais.

Curiosidade

No ano de 1929, o cantor conheceu Nazarena, por quem ficou perdidamente apaixonado. Porém o pai da moça proibiu o romance entre o jovem casal.

Enfurecido, Luiz Gonzaga tomou algumas doses de cachaça e decidiu enfrentar em público o pai de Nazarena.

Quando a mãe do cantor soube do ocorrido, deu uma surra no filho.

Depois do ocorrido, Luiz Gonzaga decidiu fugir de casa.

Melhores Frases Luiz Gonzaga

“Quero ser lembrado como o sanfoneiro que amou e cantou muito seu povo, o sertão, que cantou as aves, os animais, os padres, os cangaceiros, os retirantes, os valentes, os covardes, o amor.”

Luiz Gonzaga

“Ninguém é eterno e o que a gente ganha a gente não vai levar, a gente tendo Deus para a gente, o Divino Mestre se encarrega de colocar as coisas no lugar certo.
A gente luta, sofre, suor, lágrimas, depois passa a viver de emoções.”

Luiz Gonzaga

“Eu como cantador pobre, sabia que a cidade grande não ia me dar oportunidade, então eu gravava meus discos e ia procurar o meu público lá nos matos. Nos estados longínquos. Esse povo vinha me ouvir e as praças ficavam cheias. Eu arranjava patrocinadores no local e, às vezes, levava patrocinador do sul que tinha pretensões no Nordeste. Me davam cartazes. Eu cantava na praça pública, nos coretos, nos circos e até nos quartéis. Eu chegava nas cidades do interior com os meus discos, cantava na praça pública, vendia o meu peixe. Foi sempre no Nordeste que eu me arrumei.

Luiz Gonzaga

“Não é preciso que a gente fale em miséria, em morrer de fome. Eu sempre tive o cuidado de evitar essas coisas. É preciso que a gente fale do povo exaltando o seu espírito, contando como ele vive nas horas de lazer, nas festas, nas alegrias e nas tristezas. Quando faço um protesto, chamo a atenção das autoridades para os problemas, para o descaso do poder público, mas quando falo do povo nordestino não posso deixar de dizer que ele é alegre, espirituoso, brincalhão. Eu sempre procurei exaltar o matuto, o caboclo nordestino, pelo seu lado heroico. Nunca usei a miséria desvinculada da alegria.”

Luiz Gonzaga

“Uma esmola, para o homem que é são, ou lhe mata de vergonha ou vicia o cidadão.”

Luiz Gonzaga

Siga nossas redes sociais!

Confira os últimos lançamentos musicais e tudo que rola na vida dos cantores mais afamados do momento.

https://www.facebook.com/RadioHitsFM/#

https://twitter.com/radiohits

https://plus.google.com/b/103187161419431376473/+FmhitsBr/posts?gmbpt=true&pageId=103187161419431376473

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

loading...