Com pose de heroína Joelma sai em defesa das mulheres

Com pose de heroína, Joelma sai em defesa das mulheres

Ela está de volta e com tuuudo!! Com pose e atitude de heroína, Joelma sai em defesa das mulheres e promete sucesso! Foram 15 anos de carreira junto a extinta banda Calypso para agora ganhar contornos de uma heroína em seu 1º trabalho da carreira solo, o CD “Joelma”. As artes ilustrativas dos encartes são de autoria de um conterrâneo, o quadrinista Carlos Paul.

Com pose de heroína Joelma sai em defesa das mulheres

Capa do primeiro disco da carreira solo de Joelma, lançado no dia 29 de abril

“Ficou lindo, quem dera ter todos esses músculos”, brinca a cantora sobre a “Super Joelma”. Na estrada com a turnê “Avante”, Joelma prova ter incorporado a imagem de poderosa em cima do palco também.

Após o tumultuado fim do casamento, consequentemente termino da Calypso, a cantora diz ter notado uma presença muito maior de mulheres nos shows solo, que está fazendo pelo Brasil desde março.

“Muitas chegam em mim e dizem: ‘Obrigada, Joelma, você me ajudou muito, pois eu tinha um relacionamento que me fazia muito mal e hoje eu resolvi'”, contou Joelma.

Vale ressaltar que a ajuda não vem somente da atitude poderosa da cantora, mas também do teor das letras do novo disco. Grande parte do repertório aborda a superação da mulher depois de um relacionamento que não deu certo. Das 14 faixas, dez são sobre o tema.

Repertório “dor de cotovelo”

De acordo com a própria cantora, ela não pretendia se envolver diretamente na escolha do repertório, mas resolveu intervir quando recebeu muitas faixas “dor de cotovelo”.

“Pedi músicas mais alegres para os compositores. Neste disco, eu queria falar de coisas positivas”, contou Joelma.

Com pose de heroína Joelma sai em defesa das mulheres

Joelma retratada por seu conterrâneo, o cartunista paraense Carlos Paul.

Joelma considera importante trazer à tona o poder feminino, seja nas letras ou com mais mulheres cantando e fazendo sucesso.

“Estava precisando disso neste momento. Os homens vem aí só esculachando as mulheres nas músicas e a gente não faz nada?  “, questiona.

A bela se mantém nas raízes, usando os ritmos dançantes do norte, mesmo nas letras que falam de amor. Claro que, em algumas faixas, Joelma experimenta algo diferente, chegando a flertar com o reggae (“Chora Não Coração”) e até mesmo pop rock. “Tua Face”, única composição assinada por Joelma, tem letra gospel e riffs marcantes de guitarra.

O que mais Joelma manteve de seu estilo antigo? A exaltação ao Estado do Pará. Característica de todos os discos da Calypso, a homenagem também está em “Joelma”. O destaque especial fica para a faixa “Voando Pro Pará”, praticamente um hino ao Estado, destacando em sua letra comidas típicas e pontos turísticos da região.

“Queria ter colocado mais músicas sobre meu Estado. Mas, como tive só um mês para fazer o disco, não deu. ‘Voando Pro Pará’ é uma declaração de amor para Belém e uma das minhas favoritas do disco. Queria ter colocado mais carimbó, saias rodando, eu acho incrível. Não deu para fazer agora, mas terá no DVD”, conta, já dando pistas sobre seus próximos passos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

loading...