300 anos de Nossa Senhora Aparecida – Luto e Comoção – Capítulo XI

Dando sequência na nossa série especial em comemoração aos 300 anos de Nossa Senhora Aparecida, teremos hoje o capítulo XI.

No capítulo de hoje retrataremos a emocionante história de \luto e Comoção.

Nossa Senhora Aparecida

Luto e Comoção

Por mais de dois séculos, a Santa imagem Aparecida reinou tranquila e soberana como protetora do nosso grande país.

A nação cresceu e se desenvolveu grandiosamente, ciente de que nossa intercessora zelava por todos nós.

No entanto, no dia 16 de maio de 1978, uma infelicidade sem precedentes estava prestes a desabar sobre todos os devotos da Padroeira.

Como presságio do trágico fato, naquele dia entre as 16:00 e 17:00 horas da tarde, a cidade de Aparecida foi varrida por uma forte e inusitada tempestade de pó.

De tamanha imensidade que todo o comércio selou as portas até que tudo se acalmasse.

Mas a calmaria não durou muito.

Mais tarde às 20:00 horas da noite, teve início a última missa do dia na basílica velha, onde Nossa Senhora ainda estava abrigada.

Poucas dezenas de fiéis ainda estavam presentes na fila para passar diante da Sagrada imagem.

Um jovem rapaz de comportamento misterioso aproveitou-se da penumbra para ocultar-se no canto da velha igreja.

Assim que o sacerdote iniciou a celebração.

O sujeito aproveitou que a atenção de todos se voltava para o altar e num salto quebrou com um único soco o vidro de proteção do nicho da imagem.

No terceiro pulo o jovem alcançou a escultura.

Ao puxar para fora, a cabeça com a coroa bateu no vidro, caindo no altar e se espatifando no chão.

Desvairado, o homem ainda tinha em mãos o corpo da imagem.

Enquanto tentava fugir se desviando odos guardas e fiéis que chocados tentavam impedir tamanho sacrilégio.

Antes de alcançar a porta da igreja ele caiu.

Com ele a Santa Aparecida também foi ao chão, se partindo em milhares de cacos.

No exato instante em que o rapaz tramou seu atentado a energia elétrica de toda a região se apagou.

Por um breve momento inexplicavelmente com a companhia de luz comprovaria mais tarde.

Tornando a cena ainda mais caótica e trágica.

Na mesma noite, o agressor foi detido e identificado como um jovem de 19 anos e residente em São José dos Campos.

A comoção e os sentimento de luto encheu os corações dos fiéis em todo o país.

Centenas de milhares de romeiros e peregrinos se dirigiram até a basílica para rezar e pedir pela restauração da santinha.

Os técnicos e especialistas mais conceituados de todo o país puseram-se imediatamente a disposição para recuperar a imagem em toda a sua glória e esplendor.

Finalmente, após 33 dias de trabalho ininterrupto, a prodigiosa e perfeita restauração da santa Aparecida foi concluída.

Para a graça e júbilo de todos os afiliados de nossa protetora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

loading...